In Clipping

Prévia da inflação fica em 0,09% em outubro, menor taxa para o mês desde 1998

No ano, IPCA-15 acumula alta de 2,69% e, em 12 meses, desacelerou para 2,72%, se mantendo ainda mais abaixo da meta do governo para o ano. Alimentos e bebidas têm deflação pelo 3º mês seguido.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,09% em outubro, mesmo percentual registrado em setembro, segundo divulgou nesta terça-feira (22) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da menor taxa para um mês de outubro desde 1998, quando o índice foi de 0,01%.

“No ano, o IPCA-15 acumula alta de 2,69% e, em 12 meses, de 2,72%, abaixo dos 3,22% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2018, a taxa foi de 0,58%”, informou o IBGE.

Alimentos e bebidas têm deflação pelo terceiro mês seguido

O grupo “Saúde e cuidados pessoais” apresentou a maior alta, de 0,85%, e o maior impacto na composição do índice, respondendo sozinho por uma variação de 0,10 ponto percentual (p.p.). A segunda maior alta ficou com os “Transportes” (0,35%), que contribuíram com 0,06 p.p. no IPCA-15 de outubro.

Por outro lado, 3 grupos registraram deflação. Entre as principais quedas, o destaque foi o grupo “Alimentação e bebidas” (-0,25%), que apresentou recuo nos preços pelo terceiro mês consecutivo. Os custos de “Habitação” (-0,23%) e “Artigos de residência” (-0,21%) também recuaram na comparação com o mês anterior, enquanto Comunicação apresentou estabilidade.

Fonte: globo.com

 

, ,

Comments are closed.