In Clipping

Taxas de juros se ajustam a dólar e aversão no exterior; curtos rondam ajustes

Após quatro sessões seguidas de queda, os juros futuros se ajustam nesta quinta-feira, 5, ao cenário externo de maior aversão a risco e à escalada do dólar ante o real, que mais cedo estava em R$ 4,60. O movimento é mais acentuado nas taxas médias e longas, enquanto os curtos rondam a estabilidade tendo como pano de fundo a perspectiva de corte de pelo menos 25 pontos-base da Selic este mês.

Às 9h21 desta quinta, a taxa do depósito interfinanceiro estava em 3,770%, de 3,763% no ajuste de quarta. O DI para janeiro de 2022 estava em 4,23%, de 4,22%. O DI para janeiro de 2023 subia a R$ 4,85%, de 4,82%, enquanto o vencimento para janeiro de 2025 subia a 5,83%, na máxima, de 5,79% no ajuste anterior.

Fonte: Terra

 

, ,

Comments are closed.