In Temas em debate

Fórum colocará Brasília no centro do debate mundial sobre água

8783bb65cdcaa19a0b4d623e43f40392_XS

Evento, em 2018, terá impacto econômico direto de R$ 61 milhões na receita do Distrito Federal

BRASÍLIA (20/3/14) – O anúncio oficial de Brasília como sede do 8° Fórum Mundial da Água, em 2018, foi realizado nesta quinta-feira (20) pelo governador Agnelo Queiroz e representantes do governo federal, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O evento colocará a capital no centro de debates internacionais sobre a gestão dos recursos hídricos.

“Brasília será divulgada no plano internacional, atraindo mais investimentos, enquanto tratamos do uso da água como forma de sustentabilidade e qualidade de vida, o que contribuirá para as gerações futuras. O objetivo é deixar um legado para a capital federal”, afirmou o governador.

O fórum, considerado o mais importante do mundo sobre temas relacionados à água, será realizado pela primeira vez na América Latina, que possui 26% de todos os recursos hídricos potáveis do mundo. Já no Brasil estão 12% da água doce mundial.

A estimativa da Secretaria do Turismo é que o evento gere um impacto econômico direto de R$ 61 milhões na receita do Distrito Federal, com gastos de turistas, tanto nacionais quanto internacionais, em alimentação, hospedagem, compras e outras despesas.

“O fórum será importante para a economia da cidade, ultrapassando os 40 mil participantes em uma semana de visita. Além disso, também colocará o tema da gestão da água na agenda nacional, debatendo e dividindo experiências no assunto. Isso repercutirá em todo o país”, ressaltou Agnelo Queiroz.

“Não há momento melhor para termos esse encontro sobre água no Brasil do que esse, e não há melhor lugar do que Brasília, patrimônio da humanidade, onde todos os brasileiros se encontram. Parabéns ao governador pela iniciativa”, elogiou o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira.

O evento, que tem como principal objetivo encontrar soluções para o aproveitamento racional e sustentável da água no planeta, é realizado a cada três anos. Dados oficiais do fórum revelam que, na última edição, em Marselha, na França, participaram 140 instituições governamentais e 3,5 mil ONGs, além de mil jornalistas cadastrados e outros 1,5 mil não cadastrados.

CANDIDATURA – A intenção de Brasília ser sede foi apresentada em Marselha, em 2012. A capital federal representou o país e, no final, competiu com a cidade de Copenhage, na Dinamarca.

A posição geográfica de Brasília, os investimentos em mobilidade urbana e os eventos internacionais previstos também foram diferenciais expostos aos representantes de outros países.

A sétima edição do Fórum Mundial da Água está prevista para 2015, na Cidade de Daegu, na Coréia do Sul, com a presença de pesquisadores, docentes, especialistas, governantes e autoridades.

(Fonte: df.gov.br)

Comments are closed.